quarta-feira, 17 de junho de 2009

Coisas de Almada e de Gente Que Viveu Almada

"A Boa Construtora - Fábrica Nacional de Relógios Monumentais" fundada em 1930 por Manuel Francisco Cousinha, na Rua Capitão Leitão, em Almada, fabricou relógios monumentais sobretudo para monumentos públicos e Igrejas.
Deixou de produzir depois do 25 de Abril de 1974, devido às complicações da Revolução então em curso.
Há relógios "Cousinha" pelo País, ex-colónias e Brasil.
Quem viajar pela zona centro de Portugal, nomeadamente no concelho de Arganil, encontra relógios "COUSINHA" na torre das igrejas de várias aldeias, o que para quem é natural de Almada deixa algum orgulho.
Manuel Francisco Cousinha era natural de Sobral Magro, freguesia de Pomares, concelho de Arganil, distrito de Coimbra.
Em Lisboa podemos também ver relógios fabricados em Almada, no Arco da Rua Augusta, no Museu Militar e no Mercado 24 de Julho.
A Fábrica de Relógios que dava horas a Almada, cujas oficinas ocupavam o rés-do-chão do prédio da foto, tinha então vários empregados. Era objecto da curiosidade das pessoas que passavam pelo local e sobretudo dos miúdos das Escolas Primárias Conde Ferreira, existentes na proximidade. Actualmente o edifício está desactivado para a produção e encontra-se alugado.
A continuidade do trabalho de relojoaria tem sido mantida pelo neto Luís Manuel Cousinha Vasconcelos Forra com oficina de restauro e assistência técnica aos relógios de "A Boa Construtora" instalados pelo país, através da "Cousinha - Electromecânica e Informática, Lda." em Marisol - Corroios.

Um comentário:

Almada Morreu disse...

Almada Morreu, a cidade Morreu.

A Câmara Municipal de Almada não fez jus às suas promessas!

A cidade está deserta, não há gente, não há vivacidade.


Apareça e Divulgue www.almadamorreu.pt.vu

Por si, pelos comerciantes, pelos habitantes...por Almada!