sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Coisas de Almada e da Gente Que Viveu e Vive Almada

Foto da década de 70 (séc. XX) da Capela e casa da antiga Quinta dos Farinhas, designação pela qual era conhecida até ao séc XVIII a Quinta da Ramalha ou de S.João da Ramalha.
Nas traseiras da Capela existiam duas palmeiras. Uma delas foi destruída recentemente pelas obras patrocinadas pela Câmara Municipal de Almada que ocuparam o terreno existente com moderna construção, 100% betão, destinada a Centro Social.
Foi mais uma destruição do património memória do concelho, conseguida pela Câmara, à revelia do IGESPAR, sem quaisquer obstáculos de quem tem obrigação de preservar e proteger monumentos históricos do assalto assassino do progresso, que ocupa todo o palmo de solo para novas edificações e realização privada de mais valias capitalistas, com prejuízo das populações e da sua memória colectiva.
Na foto vê-se, à direita, o portal da antiga quinta.

Um comentário:

Anônimo disse...

A construção do mamarracho e consequente destruição do património, podem agradecer ao padre Ricardo.

Esse santarrão que chegou a Almada com uma mão à frente e outra atrás, mas que vai morrer rico dentro em pouco.

(É indiferente que apague o meu comentário ou não, pois serve apenas por aquilo que é. Uma mera constatação).