sábado, 3 de outubro de 2009

Gente de Almada, Gente Que Viveu Almada

 
 

Na imagem de capa deste 45 rotações de Vitorino ( seu primeiro disco ?) de 1975, à esquerda temos José Brito, o "velho Brito", como o conhecíamos.
Anarquista, residente em Lisboa, era visita e cliente do antigo Café Central, ex-libris de Almada, local de encontro de gerações e personalidades ligadas às artes, letras, política e à cultura, em Almada (dizemo-lo sem hesitação), situado na Praça da Renovação, onde muitos estudantes "tiraram os cursos".
Conhecemos o "velho Brito" em interessantes tertúlias e encontros no Central, após Abril de 1974, - onde aparecia com frequência ao fim da manhã - com os anarquistas almadenses José Correia Pires, Jaime Feio, Quaresma e Sebastião e jovens "candidatos" a anarquistas, entre outros .
O "velho Brito" sabia ouvir. Defendendo sempre ideais libertários e humanistas era pessoa simpática, irreverente muitas vezes, apaixonado pelo ideal anarquista, cativava com simpatia a presença dos mais novos, a quem surpreendia com suas dissertações e respostas a questões políticas e sociais que lhe colocavam.
Excelentes conversas construtivas escutámos deste cidadão de boina anarquista, crescidos cabelos brancos e sempre com sua pasta preta debaixo do braço, da qual retirava publicações "anarcas", algumas por ele editadas através da sua editora "ACRATA", que distribuía a amigos.
O "velho Brito" pessoa afável e bom conversador, possuía uma grande e excelente biblioteca. Um Jornal vespertino da capital dedicou-lhe, em vida, uma reportagem realizada em sua casa situada num dos bairros antigos da capital - a Bica.
Colaborou em Almada na edição da irreverente publicação anarquista "Merda", da qual só saíram três números.

5 comentários:

Luis Eme disse...

isto é Cultura...

almadan disse...

Boa noite,
Há anos que acompanho este Blogue, que me dá notícias e fotos de coisas antigas da minha Cidade.
Deleito-me com muitas delas, embora não concorde com a linguagem panfletária aqui usada.
Num momento de eleições/decisões/escolhas, faço um desafio aos escribas deste Blogue, para se assumirem publicamente e defenderem atempadamente o modo se pode "reconquistar a liberdade de Almada".

O ansioso,
almadan

almadan disse...

Este é dos meus blogues favoritos sobre almada, contudo tem por vezes uns comentarios um bocado aberrantes, na minha opiniao...

A começar pelo sub-titulo "reconquista da liberdade em almada!???

Eu sou almadense e a minha liberdade nao esta em risco.

Alias, amanha vou manifestar a minha liberdade, votando.

E espero que esta liberdade continue.....

almadan disse...

Gosto muito de acompanhar este blogue, descobrem-se coisas muito interessantes, mas ja mudavam essa do "pela reconquista da liberdade de almada"...

Ou pelos menos, justifiquem o que isso significa...

É que eu vivo bem aqui e tenho toda a liberdade que preciso...

2008Alentejano disse...

Este, é também desde hoje o meu blogue favorito sobre Almada e concordo absolutamente com tudo o que já li(apenas duas horas, mas para quem sabe ler, já lá vão bastantes artigos).
No que diz respeito à foto, eu que sou de Évora, quero apenas dizer que o Vitorino, antes da revolução de Abril, só se dava com os lavradores da região e andava vestido como eles. Depois veio o 25 de Abril e foi então que passou a andar assim vestido à homem do Povo. É só para que se saiba.