quinta-feira, 12 de abril de 2012

Coisas de Almada e de Gente Que Viveu e Vive Almada

Em 9 de Junho de 1989, Silvino Vieira Neto escrevia no jornal "A Tribuna de Almada" uma crónica sobre o Jantar do "partido",  "partido" que nada tinha a ver com política, nem a política era objecto de conversas nos jantares. A designação que provocava alguma suspeita em certas pessoas, nunca se tendo sabido se não teria havido algum "infiltrado"  ou "espião", próximo, quando dos jantares.
Tratava-se única e exclusivamente de um grupo de amigos almadenses, que no início, todos os anos se reunia na noite de São Martinho para um Jantar de Convívio, em restaurantes do concelho.
Com o correr dos anos chegaram a organizar encontros em  datas especiais para além da comemoração do São Martinho.
Como o texto refere, eram almadenses de várias profissões os elementos do "partido", sendo o Humberto Queiroz  o dinamizador e  aglutinador.
No passeio da Praça da Renovação, na área da estação dos CTT ainda se encontra inserida no solo uma pedra rectangular alusiva ao local onde Humberto Queiroz e outros almadenses se encontravam, nas sextas feiras à noite, para uma cavaqueira nocturna até altas horas, em redor de um banco público que ali existia.
Silvino Neto, o redactor desta crónica jornalística era muito conhecido no meio almadense e figura frequente dos cafés e "snacks" da Praça da Renovação, nomeadamente do Snack "Calhandra". Tinha por vezes, na roda de amigos, umas "saídas" inesperadas e insólitas, sendo por isso mais conhecido entre estes por  o Neto "maluco", para o distinguir de outro Neto, também almadense e frequentador do mesmo circulo.
Conta-se e é verdade, que o Silvino Neto, uma noite foi com amigos a uma sessão de cinema na Íncrivel Almadense. Ficaram sentados no  1º Balcão e quando o filme estava a decorrer, o Silvino Neto levanta-se, abeira-se  do varandim e grita para a plateia: " Eh pessoal, atenção que eu vou vomitar!"
Como é natural  provocou um reboliço e a debandada dos espectadores que estavam sentados a descoberto na plateia.

6 comentários:

Anônimo disse...

Não imagina quão feliz fiquei quando vi este seu blog... Sou filha do Silvino Neto, e gostei de saber que após estes anos todos ainda há pessoas que o lembram, ele adoraria ler este Blog, era um apaixonado por Almada... Não sei quem criou este Blog, mas Bem Haja... Muito Obrigado :-)

almadalmada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
almadalmada disse...

Obrigado também pela sua participação.
Silvino Neto era realmente muito conhecido em Almada e participante nas tertúlias de amigos, que admiravam e escutavam atentamente seus improvisos, deixando todos bem dispostos.

Anônimo disse...

Ando à procura de um exemplar da Tribuna de Almada, sabe dizer-me onde poderei encontrar? Obrigado

Anônimo disse...

Se me lembro bem do Neto.E as histórias de "vendas" de jogadores de futebol?Ehehehehehe...

2008Alentejano disse...

Em primeiro lugar quero dar-lhe os parabéns pelo blog.
Em segundo lugar, para dizer que também eu conheci muito bem o Neto, de quem era amigo e lamento ter sabido aqui, pelas palavras de seu filho, que ele tinha falecido.
Lembro com nostalgia, os momentos bem passados com o Neto, tanto em Almada como aqui na Costa onde vivo.